terça-feira, 14 de agosto de 2007

Inutilidade íntima de palavras ao vento.

Abandonei a terceira pessoa, hoje sou eu mesmo falando aqui, embora não saiba direito sobre o quê eu esteja escrevendo ou algo do tipo. É mais uma coisa sem explicação que espero que fique com o ar de ‘estranha beleza’ ou simplesmente não fique. Não sei dizer. Acho que afoguei meu eu - lírico em uma banheira. Ok, teria afogado se tivesse uma banheira, então acho que ele simplesmente me abandonou quando virei uma esquina qualquer, porque seria extraordinariamente idiota e sem classe afogá-lo na pia da cozinha.

Escreveria algo doce, mas ultimamente ando muito objetiva, indo direto ao ponto sem rodeios e charminhos, resumindo: curta e grossa, sem deixar espaço para a ‘docidão’ se manifestar. Ando sem paciência também para algumas coisas que não sei definir. Mentira, sei definir sim, é mais como sem pachorra pra fazer social a pessoas normais demais com seus probleminhas normais demais e reclamando de sua vidinha normal demais (bléééh), e aqueles meninos que cismam em marcar presença em cima com sua falta de criatividade e sua repugnância em serem efusivos – Alô baby, eu não sou uma boneca Barbie em disposição no armário da loja, além do que, estou longe de ser a Barbie. Sejam, no mínimo, um pouco menos clichê (argh!).

Não, não estou na TPM e menos ainda naqueles dias em que eu quero que todo mundo quebre o pescoço pulando do meio fio ou se jogue naquele rio, inescrupulosamente poluído, e saia cuspindo merda. Só acordei meio totalitária. Meio totalitária para dar valor a coisas boçais com o real desvalor da insignificância. Na verdade, eu estou áspera. Se você for falar coisas fúteis ou contar aquela piada sem graça, espere por uma resposta grossa, sarcástica e amplamente irônica, cheia de cinismo da minha boca, já que, eu não vou ao menos fingir um diálogo com você.

E sem saber o que escrever, saiu algo meio ‘como estou me sentindo um pouco Hittler’ (nada contra Judeus e qualquer preconceito, só quis dar ênfase ao meu lado totalitário), também não é um desabafo do estilo ‘meu querido diário’, é apenas uma ruma de palavras. Encerro-me aqui... com a monguice de não escrever nada útil.

Então, é isso aí, fiquem bonitos.

10 comentários:

kenji disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
kenji disse...

1. Zele apenas por seus interesses;
2. Não honre a ninguém além de você mesmo;
3. Faça o mal, mas finja fazer o bem;
4. Cobice e procure obter o que puder;
5. Seja miserável;
6. Seja brutal;
7. Engane o próximo toda vez que puder;
8. Mate os seus inimigos, e se for preciso mate seus amigos também;
9. Use a força ao invés da bondade ao tratar com o próximo;
10. Pense exclusivamente na guerra.

acho q vc esta meio maquiavelica..

debora disse...

*ui*
q meda dela gentiii
HAuHAuHA....
comedia dramatica? sei...
eu q n me arriscaria aparecer na sua frente ahUAHuHA
bjuU'

Ariela disse...

Aff...
Isso pega?

kkkkkkkkk

Que eu não tenha nada a ver com isso...

Cambura disse...

Só espero n ter feito nenhuma piada sem graça no dia, fazendo vc pensar "droga tudo que eu não queria ouvir hj".
Mas o mais interessante é que vc conseguiu expressar no seu texto sensações que várias pessoas sentem ao levantar de mal-humor. E que ficam assim o resto do dia por não saber o que realmente às incomoda.
ehh....escritora nova área!!
gooood luck!!!
bjsss

Poly disse...

to com medo oO rs
só vo comentar q vc escreve bem =D
dá vontade de ficar lendo rs

xinga eu não viu tia =D

beeijo

Thaís Procópio disse...

É tão complexo saber q ao ms tempo q vc naum escreveu nd...escreveu td...sei lá...o q é considerabo um bom texto?Os q tem palavras dificeis...q falam...descrevem algo?
Ninaaa...adorei o texto vuh?De S2!!!
Espero q continue escrevendo mto bem!!!
bjuuux

Elisa disse...

Ninaaaaaaaaaa

meio revoltado o texto neh?
uhehueheuheuhe

que malvada ela...
hoho

^.^

Anônimo disse...

Rpz...
penso o mesmo as vezes mais nem dá tempo p passar p o papel.è incrivel como as coisas se perdem com "tempo",este q passa e querendo ou n nos carrega pq o mundo,as coisas,as pesoas n para!
ele nos puxa pelo braço sem ao menos peguntar p onde queremos ir!e ai de nós se ficarmos para com nós mesmos todos acham q vc está 'vagabundiando" ou desoculpada...

Lucas Fernandes disse...

Caraaaaamba! Se vc não está na TPM, passa longe de mim quando estiver... rsrsrsrs

;)